domingo, 6 de novembro de 2016

O direito de um e o direito do outro




Nesse final de semana milhares de estudantes no Brasil inteiro estão prestando a prova do ENEM como acontece todos os anos. Porém, esse ano algo está diferente: haverá dois finais de semana para a aplicação da prova, uma agora e outra em Dezembro, pois, muitas escolas estão ocupadas por estudantes que protestam contra a nova PEC do governo federal e contra a reforma do Ensino Médio proposta pelo MEC.

Dois tipos de provas significam, com certeza muito mais gastos e muitas pessoas entendem que gastando mais talvez o governo queira lucrar mais. Num país com tanta corrupção não é difícil acreditar nisso. Por que não tirar os estudantes de escolas ocupadas que estão tirando o direito de outros de aprender e de prestar uma prova tão importante para o ingresso em uma universidade?


Sim, há o direito a protestos, a ditadura terminou na década de 80, mas por lei a também, o direito ao estudo. Então, os protestos deveriam continuar sim, contudo sem prejudicar outros, porque do que adianta protestar e prejudicar outros. Puro egoísmo. As duas coisas podem acontecer e assim certamente deveria ser ainda mais em um país onde a educação é uma das piores do mundo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário